sábado, 1 de janeiro de 2011

centésimo terceiro capítulo [103º]

QUARTA-FEIRA: 29 de Dezembro de 2010

Acordei mais uma vez sem o David ao meu lado. Olhei e em cima da sua almofada tinha lugar um papel. Peguei nele, e tentei começar a lê-lo, foi difícil começar, aliás, demorei bastante tempo a ler a primeira palavra, porque estava a ver tudo desfocado, fechei um pouco os olhos deixando-os entreabertos e comecei de novo.

Bom dia, amor da minha vida. Espero que tenha acordado bem disposta, mas não quero que faça esforço, por isso, olha no seu lado direito, viu? Essa comida tem que sumir toda antes de eu chegar, tá? Se precisar de algo me liga. Te amo muito, volto logo. David.

A mesa estava completamente cheia, pães, manteiga, croissants, bolos, bolachas, sumos naturais, tudo o que eu pudesse imaginar. Comi pouco, na verdade comi tudo o que me apeteceu, mas a fome não era muita…
Voltei a deitar-me e o sono apoderou-se de mim, bastei fechar os olhos e adormeci. Acordei, provavelmente muito mais tarde, com uma sensação de dormir demasiado, abri os olhos e vi o David debruçado sobre mim.

- Finalmente, dorminhoca. – disse com uma voz doce.

- Estou com tanto sono, amor…

- Não melhorou? A comida ta intacta… Vamo, se veste, que te vou levar ao Hospital.

- Não é necessário…

- É melhor… - beijou-me. – Não te quero ver assim.

- Eu ‘tou melhor, ‘tás a ver?

- Cê tá é mô gostosa! – disse beijando-me o pescoço.

- Nem te ponhas com ideias, óh! Apenas beijinhos! – lancei um sorriso  de charme. – Combinei tomar café com a Mariana.

- Não devia comer?

- Não tenho fome, gatinho. Vou tomar banho.

- Posso ir com você.

- Eu já estava a contar contigo. – pisquei-lhe o olho, levantei-me e puxei-o.

-

-
Tomamos um banho super bom e relaxante e, tenho que admitir que já tinha saudades de estudar com ele.
Quando saímos da banheira e enquanto ele vestiu uns boxers, eu comecei a preparar-me, felizmente, lá fora não estava um dia muito frio.


606



Depois de me vestir, coloquei um arco no cabelo de forma a ser mais rápido.

- Vou indo amor. – disse e beijei-o. – Volto rápido.

- Ok, se cuida!


Entrei no meu carro e conduzi para a Rua Augusta, não havia muito trânsito e, apesar do Natal já ter passado o espírito Natalício mantinha-se nas ruas. Caminhei para o café, onde tinha combinado com a Mari, e quando lá cheguei ela já estava lá sentada.

- Desculpa o atraso! – disse ao mesmo tempo que a cumprimentei.

- Não tem mal!

- Eu tenho que falar contigo… - acabei por dizer.

-Então?

- Tenho me sentido fraca, com pouco apetite, tonturas, dificuldade de visão,  o período falha… e acho que estou…

- Grávida? – completou-me imediatamente.

- Não sei… Mas, o período já não vem há mais de um mês e, eu pensei que fosse do nervosismo, mas agora ando cheia de sono,  tanto tenho apetite como não…

- E bem, as tuas mamas…

- Shiu!

- Anda, comigo, eu paro numa farmácia e compro um teste, pode ser?

- Tenho medo…

- Medo de quê?

- Epá, ia lançar o CD agora, fazer espectáculos, fazer campanhas para a Victoria’s.

- Tudo isso é muito bonito, mas a vida familiar é mais importante e, se não o fizeres agora daqui a uns anos irás arrepender-te.

- Vamos então…

Tinha sido o Rúben a trazê-la então fomos no meu carro, ela entrou na farmácia, e passado dez minutos já trazia um saquinho na mão. Encaminhamo-nos para a nossa antiga casa, que permanecia intacta. Ela deu-me o teste e eu segui para a casa de banho, li as instruções e utilizei-o correctamente.
Estava a tremer, queria muito dar um filho ao David, queria muito ter um filho dele, era a prova viva do nosso amor. Esperei os dez minutos sozinha. Passaram muito rápido, e a cor indicava que estava grávida. Uma lágrima caiu-me pelo rosto. Saí da divisão e a Mariana estava sentada no sofá.


- Positivo. – disse-lhe.

- Estás bem? – abraçou-me.

- Muito!

- Então vai lá! Conta ao Caracolinhos.

- Queres boleia? – perguntei.

- Eu arranjo-me, vai!

- Obrigada, adoro-te! – gritei.

- Eu também! – consegui ouvir.


Conduzi freneticamente até casa, estacionei o carro e o David estava no jardim, virado de costas para mim.


- David! – gritei e ele voltou-se.

- Paula? – estava com lágrimas nos olhos.

- Estou grávida…! – acabei de dizer quando estava prestes a alcançá-lo.

- Eu sabia… Eu sabia… - disse-me ao ouvido. – Obrigada eu te amo, eu te amo…





Paula 
Todos os direitos reservados ªª

23 comentários:

  1. Olha lá terminas assim....

    Quero mais....

    Continua....

    Beijinhos e bom ano!!!

    ResponderEliminar
  2. eu sabia... lol

    Adorei, agora quero ver o que por ai?

    Bjs

    Clara

    ResponderEliminar
  3. nao se termina assim, na melhor parte...

    ta lindo...

    quero mais...

    continua...

    ResponderEliminar
  4. nao se termina assim, na melhor parte...

    ta lindo...

    quero mais...

    continua...

    ResponderEliminar
  5. Olha outra grávida xP
    Eu lá no fundo já desconfiava !!
    Adoreiiii !!
    Continua, Paulinha <3
    Beijãooo :D

    ResponderEliminar
  6. ainda bem que gostaram, obrigada! <3

    óh bia, mas este não é do roro hahhah

    ResponderEliminar
  7. Olá.....
    Tanho Uma Reclamaçao a fazer: Isto é forma de terminar um capitulo Paula??
    Parabens e continua ( Posta rapido sff).......
    Beijinho Ass:
    Ne'Z

    ResponderEliminar
  8. Vais postar mais hoje??
    Por favor diz Que sim!!!!
    Lol
    Continua Beijinho

    ResponderEliminar
  9. Eu ja' descOnfiiava!! =DD

    AgOra querO maiis!! =P

    BjnhO

    ResponderEliminar
  10. obrigada! <3

    não sei se será já hoje o novo mas, se não for, será amanhã. (:

    ResponderEliminar
  11. tens um blog muito giro!
    Queres fazer parceria com o meu blog? uma troca de banner's.

    www.correiofotografico.blogspot.com

    ResponderEliminar
  12. Estupendo, é tudo o que posso dizer, ninguém diria que pudesse encontrar alguém com tão boa capacidade para escrever e tão boa criatividade. Sabes? Ando a segui-la... e gosto muito! Muito mesmo! Tenho andado muito cansada, estou a acabar a faculdade... e tem sido um ritmo dos diabos. E sabes que me sabe super bem quando chego a casa e leio a tua fanfic? É algo que me deixa com um enorme sorriso nos lábios. Tens quantos anos, mesmo? Andas na faculdade também não é? Bem, não precisas de responder, só queria que soubesses (provavelmente já sabes ou já te disseram), que escreves muito bem! Não pares a sério!

    Beijinhos,
    Manuela*

    ResponderEliminar
  13. oh meu deus!
    obrigada, asério! :D
    não... ando no secundário, tenho 15! :)
    beijinhos!

    ResponderEliminar
  14. Oi, eu achei este capitulo simplesmente Lindo!!!
    Aqui só entre nós que ninguém nos houve eu também já suspeitava que fosse isso que estava a acontecer! :-P
    Eu já á algum tempo que ando a ler esta tua fic, mas só agora é que eu decidi comentar.
    Espero que continues porque tens bastante geito como já deu para perceber e se não te tivessem preguntado eu continuaria com a ideia que tinhas pra ai uns 18/19 anos :s
    Espero que consigas postar o próximo capítulo rápidamente!
    Bjokas e continua...
    Tatty

    ResponderEliminar
  15. Antes de tudo muito obrigada! :b
    Devo confessar-te, que fui um pouco influenciada pelos vossos comentários :)
    Nem imaginas como fico feliz com este teu comentário (!), não tenho muito a noção como escrevo, para te dizer a verdade, não tenho noção nenhuma. Por isso, quando comentam, e neste caso dizem que gostas do que escrevo, fico tão feliz, e sinto que o tempo que passo a escrever não é de forma alguma desperdiçado.
    Sim, tenho 15 (16 este mês!) (:

    não te posso dizer quando irei postar novamente, esta semana, talvez! as aulas começaram novamente e quero colocar tudo organizado.

    beijinhos e espero que continues a gostar do que escrevo (:

    ResponderEliminar
  16. Oh meu deus, estou mesmo a adorar isto :D Gosto imenso da tua fic, acho que tens muito jeito e deves continuar.
    Beijinhos Paula <3

    ResponderEliminar
  17. Não tens de agradecer!! Acério!
    Porque como toda gente diz as verdades são para ser ditas.
    Depois tens de dizer enm que dia é que fazes 16 para eu vir cá comentar!! LOLOL
    E olha que eu estava a dizer que tu pareces ter 18/19 anos pela forma como escreves que é simplesmente espétacular! Mas de certeza que não fazes a minima ideia que idade é que eu tenho. vÁ e agora espero que ponhas esse bebé quando nascer tão lindo como o Pai e cheinho de caracois!! lololol
    vÁ BJOKAS E FICO ESPERANDO PELO PRÓXIMO CAPITULO! :)
    Tatty

    ResponderEliminar
  18. muito, muito, muito obrigada rafaela, beijinhos! <3

    tatty:
    é o mínimo que posso, fazer, acredita. para vocês que lêem, gostam, e fazem estes comentários, que me deixam com um enorme sorriso, é o mínimo (:

    hahaha, faço dia 24 de Janeiro!
    agora estou eu curiosa sobre a tua idade!

    beijinhos <3

    ResponderEliminar
  19. Quando é que a menina paula volta a postar???
    Já estou a desesperar LOOL (Rimou)......
    Adoro a tua fic Beijinho e nao pares de escrever asecdrio escreves mesmo muito bem acredita!!!!
    Beijinho <3

    ResponderEliminar
  20. Oki, dia 24 não me vou esqueçer!!
    Manda um palpite sobre a minha idade.
    Olha espero que amanhã consigas vir cá postar porque senão eu entro em desespero!lolol

    ResponderEliminar
  21. hum... uns 16/17??

    devo postar hoje!! :D

    ResponderEliminar
  22. Queres mesmo que te diga???
    Eu tenho 13 anos.
    Começei a ler a tua fic com 12 em Setembro de 2010 e fiz 13 em Outubro de 2010!!
    bJOKAS E FICO Á ESPERA DO NOVO CAPÍTULO!
    Tatty.

    ResponderEliminar