sábado, 23 de julho de 2011

centésimo trigésimo quarto capítulo [134º] ♥




Acordei passadas umas horas e um pouco confusa, tinha-me fartado de sonhar, mas não me recordava de nada.
Ouvi um barulho vindo de fora, e um cheiro que me trazia memórias percorreu-me nas narinas,  ele devia estar a cozinhar.
Levantei-me e tirei a roupa, tinha dormido com o vestido, e vesti um pijama bem quentinho.
                         

Sai do quarto e fui até à cozinha, onde lá estava ele, agora sem o hoddie e com a t-shirt a cozinhar para mim. Identifiquei logo a comida que ele estava a preparar, macarrão com atum, um dos primeiros pratos que ele preparou para mim, no Inverno gelado de Lisboa.


- Hum, Boa Noite… - disse ainda embalada no sono

- Boa Noite, dorminhoca… - ele virou-se e sorriu – Dormiu bem, pequenina?

- Dormi, Vi… - beijei-o nos lábios – Foi muita seca sem mim?

- Não… Tive vendo televisão… E seus pais ligaram a dizé que iam comé nos seus tios e vêm tarde, então fui preparando a comida…

- Oh, não precisavas… - disse sem jeito

- Claro que precisava… Amô, me dá as taças para a massa? Já mexi bastante…

- Podes mexer… Mas estão aqui! – ela meteu-as na banca e ele encheu de massa

- Coloquei as coisas na sala, assim tá a lareira e tá mais confortável…

- Obrigada… - disse sincera e olhei-o nos olhos

- De nada, meu amô… - ele esboçou um sorriso lindo e beijou-me na testa – Vem… - ele deu-me a mão e sentámo-nos a comer no sofá


O serão foi agradável, tenho de admitir, o David foi super querido e não deixou que em algum momento me lembra-se da minha avó e ficasse mais triste.

**

- Hum, amô… Amô… - ouvi o David, mas a sua voz parecia distante

- Hum…

- Acorda só um pouquinho…

- Para quê?

- Para se deitá, que eu tenho que ir embora… Seus pais já chegaram…

- Fica comigo, Vi… Fica… - pedi inconsciente

- Hã?

- Dorme comigo… Deita-me na cama e não me deixes…

- Cê qué?

- Quero! Muito, Vi…


Senti-o pegar em mim, deitou-me na cama e lembro que pedi para que ele me abraçasse… Adormeci rapidamente e muito quentinha, nos braços do homem que amava, mesmo depois de ter sido trocada.



Paula 
Todos os direitos reservados ®


(meninas, não se esqueçam de seguir o blog, assim que atingir 100 seguidores, irei escolher aleatoriamente, pelo random, um miminho! :b )

10 comentários:

  1. Oie Oie :p

    Gostei muitooo , continua *_*


    Beijinhos (:

    ResponderEliminar
  2. Ai, que orgulho em ti, pequenita linda!
    Já tinha lido, já te tinha dito que estava lindão, mas para que percebas bem volto a repetir: ESTÁ LINDO, PAULA MARIA!

    Quero mais, meu amor! :D
    Amo-teeeeeeeeeeeeeee! <3

    ResponderEliminar
  3. fantastico...

    quero mais...

    continua...

    ResponderEliminar
  4. Está lidissimo!!!!!!!!!!!
    POR FAVOR FAZ MAIS.....

    Continua....
    Beijo

    ResponderEliminar
  5. Tão lindo *.*...mas soube-me a pouco :c
    Quero mais e mais!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. LINDOOOOOOOOO !
    Mais quero maais maaaais rapidinho tá minha linda *-* Beijoos

    Gabii

    ResponderEliminar
  7. Comecei agora a escrever uma história. Espero que sigas (:

    http://nemsemprevivercusta.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  8. querooo mais paula...
    um daqueles capitulos big's :)

    amoooo esta fic

    ResponderEliminar